https://jornalinformativotabaiense.com

Jogando fora de casa, Grêmio é superado pelo Vasco na estreia do Brasileirão

Por REDAÇÃO em 14/04/2024 às 18:55:16
Foto: Lucas Uebel / Grêmio

Foto: Lucas Uebel / Grêmio

A caminhada do Grêmio no Campeonato Brasileiro começou com derrota. Neste domingo à tarde, o Tricolor perdeu por 2 a 1 para o Vasco, no estádio São Januário, em uma tarde na qual tudo deu errado para o time de Renato Portaluppi. Em campo, a equipe deixou muito a desejar, repetindo, principalmente no primeiro tempo, algumas das piores atuações da temporada. Para completar, a arbitragem sonegou um pênalti claro na etapa inicial, alegando "lance acidental". Agora, o Grêmio volta a campo na quarta-feira, desta vez jogando na Arena, quando recebe o Athletico-PR às 19h.

O torcedor gremista mal poderia imaginar que as vaias a cada vez que Soteldo tocava na bola seriam o menor dos problemas para o Tricolor na tarde deste domingo no São Januário. Marcado pelos vascaínos desde o ano passado quando, ainda pelo Santos, provocou os adversários ao pular com os dois pés em cima da bola, o atacante era o principal alvo dos cariocas nos minutos iniciais. Só que, em campo, o Grêmio fazia uma partida tão abaixo do esperado que a atenção dos anfitriões passou muito mais a ser em abrir logo uma vantagem no marcador.

O que estava complicado ficou ainda pior antes dos 10 minutos. Aos 6, Kannemann trombou com o volante Mateus Carvalho na entrada da área. No lance, bateu com a cabeça no peito do adversário e, de imediato tombou. Na sequência ainda tentou levantar, mas visivelmente tonto, teve que ser substituído por Gustavo Martins. E logo na primeira jogada do zagueiro, um susto. Aos 14, Rossi foi lançado e caiu na entrada da área. O árbitro Flávio Rodrigues de Souza marcou pênalti, mas após consultar o VAR percebeu a simulação do jogador do Vasco e anulou a decisão. Só que o gol carioca era uma questão de tempo.

A derrota gremista começou a se desenhar aos 24 minutos, quando após cruzamento da direita, o goleiro Marchesín espalmou para cima e Pavón, de calcanhar não conseguiu afastar. A bola então sobrou para David, ex-Inter, que de primeira chutou no canto, marcando 1 a 0. O segundo veio aos 36, em nova falha da defesa. Desta vez, após cobrança de escanteio, toda a marcação se concentrou na primeira trave, enquanto Mateus Carvalho apareceu livre de marcação no meio da área para chutar de primeira e ampliar para 2 a 0.

Árbitro alega lance acidental para não marcar pênalti

O Grêmio fazia uma das suas piores partidas da temporada, mas poderia ir para o intervalo com pelo menos um gol. Aos 40 minutos, o Tricolor avançou pela esquerda. O cruzamento não saiu como esperado, mas a bola bateu no braço do lateral Lucas Piton. O árbitro foi chamado ao VAR e mesmo vendo a imagem do jogador vascaíno praticamente abraçando a bola, alegou lance acidental e não marcou a penalidade, para indignação da casamata gremista.

Não bastasse a desvantagem, o Grêmio ainda voltou do intervalo sem Diego Costa, que machucado deu lugar à JP Galvão. Se em todo o primeiro tempo, o time de Renato Portaluppi não havia dado sequer um chute a gol, na etapa final, a chance veio logo no primeiro minuto. E foi uma das chances mais claras, com João Pedro recebendo pela direita e, na altura da pequena área, chutou pelo lado, desperdiçando a oportunidade. A resposta vascaína foi imediata e Vegetti no lance seguinte obrigou Marchesín a fazer boa defesa. O lance prosseguiu e Rodrigo Ely derrubou o adversário dentro da área, mas a arbitragem nada marcou.

Reação insuficiente para garantir o empate

Em relação a si mesmo, o Grêmio melhorou no primeiro tempo. Mas isso diz muito mais sobre a atuação tricolor na etapa inicial do que qualquer coisa. Seja como for, pelo menos o time de Renato Portaluppi passou a ameaçar de fato a meta vascaína. O técnico tentou potencializar o ataque com as entradas de Gustavo Nunes e Nathan Fernandes. Até que o gol enfim veio aos 22 minutos após cobrança curta de escanteio, quando Cuiabano cruzou e Gustavo Martins entrou, de carrinho, para diminuir para 2 a 1.

O zagueiro mais uma vez foi decisivo, desta vez impedindo que a vantagem dos cariocas fosse ampliada aos 35 minutos, quando Vegetti escapou, entrou área adentro e chegou a driblar Marchesín, mas antes de concluir para o gol foi impedido pelo jogador gremista. O Tricolor ainda tentou o empate com alguns chutes de longe, mas à medida que ia com mais força para frente, também cedia mais espaços atrás, oferecendo o contra-ataque. No entanto, o placar não foi mais alterado, terminando em 2 a 1 para o Vasco.

Brasileirão 2024 – 1ª Rodada

VASCO 2

Léo Jardim, Paulo Henrique (Robert Rojas), Medel (João Victor), Léo e Lucas Piton; Mateus Carvalho, Sforza, Galdames (JP) e Rossi (Rayan); Vegetti e David (Adson). Técnico: Ramón Diaz.

GRÊMIO 1

Marchesín, João Pedro, Rodrigo Ely, Kannemann (Gustavo Martins) e Cuiabano (Zé Guilherme); Villasanti, Du Queiroz, Cristaldo e Pavón (Nathan Fernandes); Diego Costa (JP Galvão) e Soteldo (Gustavo Nunes). Técnico: Renato Portaluppi.

Gols: David e Mateus Carvalho (V) e Gustavo Martins (G).

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP).

Local: São Januário (RJ).

Público total: 18.055.

Correio do Povo
Comunicar erro
TABAIENSE

Comentários