https://jornalinformativotabaiense.com
CERTAJA 5

Quem são os deputados federais eleitos no RS nas eleições de 2022

Confira os candidatos escolhidos pelos eleitores ga├║chos para representar o Estado em Bras├şlia.

Por REDAÇÃO em 03/10/2022 às 08:58:27
Bancada do RS na Câmara tem 31 deputados Jefferson Rudy / Agência Senado/Divulgação

Bancada do RS na Câmara tem 31 deputados Jefferson Rudy / Agência Senado/Divulgação

Os deputados federais que vão representar o Rio Grande do Sul em Brasília foram escolhidos pelos gaúchos neste domingo, dia de eleições. A população votou entre, ao menos, 512 candidatos.

Tenente-Coronel Zucco, do Republicanos, que teve 259.023 votos. Logo atr├ís aparece Marcel van Hattem, do Novo, que fez 256.,913 votos. O terceiro mais votado foi Paulo Pimenta, do PT, que alcançou 223.109 votos. Confira a atualização da lista de deputados federais eleitos no RS.

Lista de deputados federais eleitos no RS:

PL (4 vagas)

Giovani Cherini – 162.036 votos

Nascido em Soledade, o técnico agrícola é graduado em Cooperativismo pela Unijuí e pós-graduado em Economia Rural. Além disso, é conhecido pela defesa das terapias holísticas. Aos 62 anos, j├í cumpriu quatro mandatos como deputado estadual desde 1994, e tr├¬s como deputado federal (2010, 2014 e 2018), indo para sua quarta legislatura agora.

Ubiratan Sanderson – 86.690 votos

Natural de Erechim, Ubiratan Sanderson tem 52 anos, é casado e tem dois filhos. O policial federal foi presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Rio Grande do Sul e conselheiro da Federação Nacional dos Policiais Federais. É graduado em Direito com pós em gestão de segurança pública. Vai para o segundo mandato em Brasília, sendo que no primeiro foi vice-líder do governo Bolsonaro na C├ómara.

Marlon Santos – 85.911 votos

Natural de Cachoeira do Sul, tem 47 anos e foi vereador e prefeito do município (2005-2008). Após tr├¬s mandatos na Assembleia Legislativa, foi eleito deputado federal no último pleito e vai para o segundo mandato na C├ómara. Produtor rural e empres├írio, ganhou notoriedade como médium.

Marcelo Moraes – 84.247 votos

Filho do ex-deputado e ex-prefeito de Santa Cruz do Sul Sérgio Moraes, Marcelo é natural de Porto Alegre e vai para o segundo mandato na C├ómara. Tem 43 anos e foi vereador em Santa Cruz do Sul, onde também foi secret├írio de Transportes e Serviços Públicos. Elegeu-se deputado estadual pela primeira vez em 2010 e reassumiu o cargo em 2014.

PDT (2 vagas)

Pompeo de Mattos – 100.113 votos

O advogado de 64 anos, natural de Santo Augusto, foi banc├írio e se elegeu vereador e prefeito antes de se tornar deputado estadual por dois mandatos, entre os anos 1990 e 1999. Vai para o sexto mandato na C├ómara Federal, onde j├í presidiu a Comissão de Direitos Humanos e Minorias.

Afonso Motta – 70.307 votos

Natural de Porto Alegre, é advogado e tem 72 anos. Vai para o quarto mandato como deputado federal. Na C├ómara Federal, foi contr├írio à reforma trabalhista e à PEC dos gastos públicos. Foi secret├írio de Estado do Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas no governo Tarso Genro, entre 2011 e 2013.

NOVO (1 vaga)

Marcel van Hattem – 256.913 votos

Aos 36 anos, é formado em Relações Internacionais, possui mestrado em Ci├¬ncia Política e vai para o segundo mandato na C├ómara. Natural de São Leopoldo, foi eleito vereador em Dois Irmãos quando tinha 18 anos, em 2004. Concorreu a deputado estadual em 2014 e foi primeiro suplente pelo PP, exercendo mandato de fevereiro de 2015 a março de 2018. Saiu do partido para filiar-se ao NOVO, pelo qual o deputado federal mais votado do RS em 2018 e o segundo mais votado neste ano.

PSD (1 vaga)

Danrlei de Deus – 97.824 votos

Nasceu em Crissiumal h├í 49 anos, é casado e tem tr├¬s filhos. Foi um dos maiores ídolos da história do Gr├¬mio, clube onde atuou como goleiro por 15 anos. Eleito deputado federal em 2010 e reeleito em 2014 e 2018, em 2023 ir├í para seu quarto mandato. Foi secret├írio do Esporte do Rio Grande do Sul no governo Leite.

PODEMOS (1 vaga)

Maurício Marcon – 140.634 votos

Tem 35 anos, é empres├írio e formado em Economia pela UCS. Vai para o primeiro mandato como deputado federal. Em 2020, foi o vereador mais votado de Caxias do Sul, pelo Novo. Porém, após criticar o processo seletivo para escolha do candidato que vai representar a legenda nas eleições presidenciais, foi expulso do partido no ano passado e ingressou no Podemos.

PP (3 vagas)

Pedro Westphalen – 114.258 votos

Aos 71 anos, o médico natural de Cruz Alta vai para o segundo mandato na C├ómara. Eleito deputado estadual pela primeira vez em 2002, cumpriu quatro mandatos na Assembleia. Em 2015, foi nomeado secret├írio dos Transportes pelo governador Sartori. Também assumiu a pasta da Ci├¬ncia e Tecnologia em 2007, na gestão de Yeda Crusius.

Covatti Filho – 112.910 votos

Filho do ex-deputado Vilson Covatti, o deputado federal Luiz Antônio Covatti, 35 anos, vai para seu terceiro mandato, pelo mesmo partido do pai, o PP. Presidente da Juventude Progressista entre os anos de 2009, quando se filiou ao partido, e 2013, é natural de Frederico Westphalen. Foi secret├írio da Agricultura, Pecu├íria e Desenvolvimento Rural do Estado no governo Leite.

Afonso Hamm – 109.123 votos

Engenheiro agrônomo de 60 anos, agricultor, pecuarista e fruticultor, vai para o sexto mandato como deputado federal. Foi assessor especial do ministro da Agricultura Pratini de Moraes e gerente do Programa Nacional da Fruticultura. Natural de Hulha Negra, é casado e pai de quatro filhos, foi vereador de Bagé entre 1997 e os anos 2000.

MDB (3 vagas)

Alceu Moreira – 125.647 votos

Vai para o quarto mandato como deputado federal. Tem 68 anos e é natural de Osório. J├í foi vereador, vice-prefeito e prefeito de Osório, além de atuar por duas vezes como deputado estadual. Também presidiu a Famurs e foi secret├írio de Habitação e do Desenvolvimento Urbano do Estado no governo Rigotto.

Osmar Terra – 103.245 votos

Natural de Porto Alegre, o médico de 72 anos foi prefeito de Santa Rosa, secret├írio estadual da Saúde e ministro do Desenvolvimento Social no governo Temer e ministro da Cidadania no governo Bolsonaro. Vai para o sétimo mandato na C├ómara. Foi contr├írio ao isolamento social e defendeu o uso de medicamentos sem efic├ícia comprovada contra a covid-19.

M├írcio Biolchi – 99.627 votos

Aos 43 anos, Biolchi vai para o seu terceiro mandato como deputado federal, após ter sido chefe da Casa Civil e secret├írio do Desenvolvimento Econômico, Ci├¬ncia e Tecnologia do governo Sartori. Antes de se eleger por tr├¬s vezes deputado estadual, foi vereador de Carazinho, sua cidade natal, no início dos anos 2000.

REPUBLICANOS (3 vagas)

Tenente-coronel Zucco – 259.023 votos

Deputado federal mais votado no Rio Grande do Sul neste ano, Luciano Zucco j├í havia sido o deputado estadual mais votado na eleição de 2018. Tem 48 anos, é tenente-coronel do Exército e j├í participou de missões de segurança fora do país. Natural de Alegrete, tem graduação em Ci├¬ncias Militares pela Academia Militar das Agulhas Negras e vai para o primeiro mandato na C├ómara.

Carlos Gomes – 102.363 votos

Eleito para a C├ómara pela primeira vez em 2014, o pastor da Igreja Universal foi deputado estadual por dois mandatos, em 2006 e 2010. Natural de Saúde (BA), o ex-catador de papel coordenou trabalhos sociais ligados ao movimento cristão. Aos 50 anos, vai para o terceiro mandato como deputado federal. Tem como principais bandeiras a melhoria dos serviços de saúde e da rede de ensino.

Franciane Bayer – 40.555 votos

Natural de Santa Maria e formada em Direito, ela tem 34 anos. Cristã, filha de um mission├írio e uma pastora, foi eleita deputada estadual em 2018. Desde 2021 integra a nova diretoria do Bloco Brasileiro da União de Parlamentares Sul-Americanos e do Mercosul (UPM), assumindo a Comissão de Mulheres.

UNIÃO BRASIL (1 vaga)

Luiz Carlos Busato – 57.610 votos

Natural de Caçador, em Santa Catarina, é arquiteto e urbanista por formação e tem 73 anos. Foi vereador e prefeito de Canoas. Também atuou como secret├írio estadual de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano no governo Tarso Genro. Volta à C├ómara para seu quarto mandato.

PSB (1 vaga)

Heitor Schuch (PSB) – 77.616 votos

Natural de Santa Cruz do Sul, foi tr├¬s vezes deputado estadual e vai para o terceiro mandato na C├ómara Federal, aos 60 anos. Agricultor familiar, é casado e tem dois filhos. Foi presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santa Cruz e da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (FETAG-RS).

FEDERAÇÃO PSDB/CIDADANIA (3 vagas)

Lucas Redecker – 119.069 votos

Nascido em Novo Hamburgo, tem 41 anos e é filho do ex-deputado Júlio Redecker (morto em 2007). Foi assessor especial junto ao gabinete de Yeda Crusius. Em 2010, conquistou seu primeiro mandato na Assembleia Legislativa, sendo reeleito em 2014. Foi secret├írio de Estado de Minas e Energia no governo Sartori. Vai para o segundo mandato na C├ómara.

Any Ortiz – 119.039 votos

Natural de Canoas, tem 38 anos, é advogada formada pela PUCRS e foi eleita duas vezes deputada estadual — sendo a terceira mais votada em 2018. Antes disso, foi vereadora da Capital. É autora do projeto de lei que acabou com a pensão vitalícia para novos ex-governadores do Estado.

Daniel da TV – 77.232 votos

Natural de Dom Feliciano, Daniel Trzeciak é jornalista e empres├írio de 35 anos. Ao longo de uma década, atuou como repórter e apresentador de programas de r├ídio e TV em Pelotas, onde foi eleito o vereador mais votado do município em 2016. Também tem graduação em Direito. Vai para o segundo mandato na C├ómara.

FEDERAÇÃO PSOL/REDE (1 vaga)

Fernanda Melchionna – 199.894 votos

Aos 38 anos, vai para o segundo mandato na C├ómara. Antes, foi eleita vereadora de Porto Alegre tr├¬s vezes, tendo sido a candidata mais votada na eleição de 2016. Natural de Alegrete, é bibliotec├íria de formação e banc├íria do Banrisul. Próxima de Luciana Genro, participou da fundação do PSOL. Atua em pautas ligadas ao transporte coletivo e aos direitos humanos.

FEDERAÇÃO PT/PCdoB/PV (7 vagas)

Paulo Pimenta – 223.109 votos

Aos 57 anos, parte para o sexto mandato como deputado federal, tendo sido o terceiro mais votado no pleito deste ano. Jornalista e técnico agrícola formado pela UFSM, iniciou no movimento estudantil aos 16 anos, em Santa Maria, sua cidade natal. Foi vereador e deputado estadual. Em 2008, concorreu à prefeitura de Santa Maria, mas não se elegeu.

Maria do Ros├írio – 151.050 votos

Professora da rede pública estadual e municipal da Capital, foi eleita vereadora duas vezes. Tem 55 anos e é natural de Veranópolis. Em 1998, foi eleita deputada estadual e, agora, chega ao sexto mandato como deputada federal. Em 2011, licenciou-se para assumir a Secretaria de Direitos Humanos da Presid├¬ncia da República, primeira mulher a ocupar a pasta.

Elvino Bohn Gass – 131.881 votos

Nascido em 1962 em Santo Cristo (60 anos), é formado em História e pós-graduado em Gestão Social pela UFRGS. Filho de agricultores, militou no movimento estudantil e presidiu o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santo Cristo. Ex-vereador e ex-deputado estadual, vai para o quarto mandato na C├ómara.

Dionilso Marcon – 129.352 votos

Natural de Rondinha, tem 58 anos e é filho de pequeno produtor rural. Iniciou sua trajetória política em 1987, na Pastoral da Juventude da Paróquia de Ronda Alta, e fez parte da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Eleito deputado federal em 2010, vai para seu quarto mandato. Também foi deputado estadual por tr├¬s legislaturas.

Alexandre Lindenmeyer – 93.768 votos

Nascido em Rio Grande, tem 58 anos e é formado em Direto pela FURG. Advogado, ele j├í exerceu mandatos como vereador, deputado estadual e prefeito de Rio Grande por oito anos, de 2013 a 2020. Foi conselheiro estadual da Ordem dos Advogados do Brasil e também presidiu o Sport Club Rio Grande, de 2007 a 2010. Vai para o primeiro mandato como deputado federal.

Daiana Santos – 88.107 votos

Sanitarista e Educadora Social formada pela UFRGS, tem 40 anos e é vereadora de Porto Alegre. Vai para o primeiro mandato na C├ómara, com a defesa de pautas antirracistas, de luta pelas mulheres e pela comunidade LGBTQIA+. Herdou o número 6565, que era usado pela ex-deputada Manuela d'├üvila.

Denise Pessôa – 44.241 votos

Vereadora de Caxias do Sul desde 2008, quando tinha 25 anos, hoje ela tem 39 anos e é arquiteta e urbanista formada pela UCS, com MBA em Administração Pública e Ger├¬ncia de Cidades e especialização em Gestão Estratégica de Políticas Públicas. Em 2018, foi candidata a Deputada Estadual, mas não se elegeu.

O que faz um deputado federal?

De quatro em quatro anos, 513 deputados federais são eleitos para as respectivas vagas divididas entre todos os estados do país e o Distrito Federal. Estabelecidas pela Constituição, o deputado federal tem duas funções principais: legislar e fiscalizar.

Cabe, portanto, ao deputado federal propor e sugerir alterações de novas leis ou j├í existentes, bem como votar pela revogação das mesmas, incluindo a própria Constituição de 1988. As propostas são geralmente votadas pelo Plen├írio ou mesmo por comissões, quando for o caso. É de responsabilidade também de deputados federais discutir e votar medidas provisórias, editadas pelo poder Executivo.

Por fim, cabe aos deputados federais, juntamente com os senadores, debater e votar o orçamento da União. É nesta oportunidade que os deputados apresentam emendas que destinam verbas com objetivo de realização de obras públicas em seus respectivos Estados e municípios. Ainda, são os parlamentares que examinam o planejamento plurianual do governo federal, bem como as diretrizes orçament├írias para o ano seguinte.

Fonte: Clic Paverama

Comunicar erro
SICREDI

Comentários

CERTAJA 3