https://jornalinformativotabaiense.com
CERTAJA 5

Aposentados e pensionistas do INSS já podem consultar o valor do benefício com reajuste

Segurados que ganham acima de um sal√°rio m√≠nimo terão correção de 3,7%, e os que recebem o piso, 6,9%.

Por REDAÇÃO em 23/01/2024 às 10:23:53
Aposentados e pensionistas do INSS já podem consultar o valor do benefício com reajuste | Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil/CP

Aposentados e pensionistas do INSS já podem consultar o valor do benefício com reajuste | Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil/CP

Aposentados, pensionistas e benefici√°rios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) podem conferir os extratos de pagamento a partir desta terça-feira (23). Os valores estão corrigidos, sendo que os segurados que ganham acima de um sal√°rio mínimo terão aumento de 3,7%, e os que ganham abaixo do piso nacional receberão o benefício reajustado em 6,9%. Segundo informações do site R7, os depósitos referentes a janeiro serão feitos a partir da próxima quinta-feira (25) e seguirão até 7 de fevereiro para quem recebe até um sal√°rio mínimo (R$ 1.412).

As datas variam conforme o número final do cartão do benefici√°rio, sem considerar o último dígito verificador, posicionado depois do traço. Recebem primeiro os aposentados e os pensionistas com benefício com dígito final 1. J√° os de dígito final 0 são os últimos.

Para o benefici√°rio que não tem acesso à internet, é só ligar para o número 135. É necess√°rio informar o CPF e confirmar algumas informações para evitar fraudes. O atendimento ocorre de segunda-feira a s√°bado, das 7h às 22h.

Para quem tem acesso à internet, é possível consultar pelo site Meu INSS. É necess√°rio fazer login e clicar em "Extrato de Pagamento" na tela inicial para ver todos os detalhes do benefício. Outra opção é pelo aplicativo Meu INSS, disponível para Android e iOS.

Segundo o INSS, atualmente 27,3 milhões de pessoas recebem benefício de até um sal√°rio mínimo. Outros 12 milhões ganham acima do piso nacional. Desse total, 5,7 milhões são benefícios assistenciais, como auxílio-inclusão à pessoa com defici√™ncia e idosos, por exemplo.

Simulação:

Considerando o reajuste de 3,71% a ser aplicado para quem recebe acima do sal√°rio mínimo em 2024, os valores dos benefícios passarão a ser:

¬ē de R$ 2.000, passa para R$ 2.074,20;

¬ē de R$ 4.500, passa para R$ 4.666,95;

¬ē de R$ 5.000, passa para R$ 5.185,50;

¬ē de R$ 6.000, passa para R$ 6.222,60;

¬ē de R$ 7.507,49, passa para R$ 7.786,01.

Aposentadorias sem aumento real:

O aumento de 3,7% para quem ganha mais que um sal√°rio mínimo é baseado no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que mede a variação dos preços para as famílias com renda mensal entre um e cinco sal√°rios mínimos. Com a variação do INPC, o teto dos benefícios pagos pelo INSS passa de R$ 7.507,49 para R$ 7.786,01.

Apesar da variação positiva, o reajuste previsto não traz um aumento real, ou seja, corresponde apenas à reposição da inflação. A legislação define que, para os benefici√°rios que recebem mais do que o piso do INSS, a correção precisa considerar apenas a variação do INPC do ano anterior.

J√° para quem ganha o piso, o aumento ser√° acima da inflação. Desde 1¬ļ de janeiro o valor do mínimo passou a ser de R$ 1.412, o que representa um aumento de 6,97%, ou R$ 92, em relação ao piso de 2023, de R$ 1.320.

Além do repasse para as aposentadorias e pensões do INSS, o valor também é aplicado para seguro-desemprego, abono salarial PIS/Pasep e BCP (Benefício da Prestação Continuada), entre outros.

Fila do INSS:

Em dezembro de 2023, o tamanho da fila do INSS chegava a 1,5 milhão de pessoas, com tempo médio de concessão de benefícios de 47 dias. No início do ano, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, reconheceu a dificuldade para diminuir a fila e afirmou que mais pessoas t√™m solicitado aposentadoria. Segundo o ministro, a fila "nunca vai acabar".

"Quem diz que vai acabar a fila é mentiroso. Todo m√™s entram 900 mil a 1 milhão de pedidos novos, e ninguém resolve assim, tem que conferir documento, tem que ser justo", completou o chefe da pasta. Conforme o Boletim Estatístico da Previd√™ncia Social de 2022, mais de 37 milhões de pessoas se aposentaram naquele ano, e é esperado que esse número continue subindo devido ao grande número de idosos no país.

CLIC PAVERAMA


Comunicar erro
TABAIENSE

Coment√°rios

CERTAJA 3