CERTAJA CLARA
apoiosicredi

CERTAJA celebra 52 anos de existência

17 de outubro marca a fundação da Cooperativa que ilumina o cotidiano de mais de 28 mil cooperados em 19 municípios

Por Jorge Ramos em 08/10/2021 às 10:12:43
Foto divulgação: Certaja

Foto divulgação: Certaja

Desde o distante 17 de outubro de 1969 os dias têm a força e as noites têm o brilho de uma energia elétrica que mudou a vida de comunidades rurais atendidas pela CERTAJA. Pode-se falar em um antes e um depois da chegada desse insumo fundamental para o desenvolvimento do interior do Rio Grande do Sul. Por isso, os 52 anos da CERTAJA se misturam com a história de progresso de homens e mulheres em suas batalhas cotidianas, cada um com suas lutas e sua colaboração para um todo maior, que tem o bem comum como horizonte.

Fundada em 1969 através de um programa de eletrificação rural fomentado pelo governo federal brasileiro, a CERTAJA hoje atende 19 municípios e mais de 28 mil cooperados e clientes ao longo de 5 mil km de redes. "É um trabalho intenso, de dedicação, pesquisa e qualificação de nossas tarefas em todos os setores", assegura o presidente Renato Pereira Martins.

A história de lidas e vitórias iniciou com o primeiro presidente, Alcides Antunes, o primeiro funcionário, Alberto Lengler - o Tio Hugo, e o primeiro cooperado ligado, Otávio Azevedo. Segundo Renato, "esses pioneiros jogaram luz e energia e abriram os caminhos que seguimos percorrendo". As dificuldades de acesso às propriedades rurais, com uma estrutura técnica enxuta, tornavam o trabalho das equipes certajanas um desafio diário naqueles anos longínquos. Na sequência, Adão Rodrigues Martins, Nero Pereira Freitas e Frederico Damião Arnt Bavaresco ocuparam a presidência da Cooperativa com doses generosas de dedicação e espírito visionário.

E o que veio a seguir faz parte da história de Taquari, da região eletrificada pela CERTAJA e de todo o imaginário de peleias grandiosas que os gaúchos estão acostumados a enfrentar com grandeza: em 1993 a CERTAJA incorporou a Cooperativa de Produção de Grãos de Taquari – COMITAL. Em 2008, Renato Martins assumiu o desafio deixado pelo lendário Bavaresco, líder comunitário e dirigente cooperativista que semeou ideias de que um outro mundo é possível. Nesse mesmo ano, a CERTAJA Energia foi regulamentada como Permissionária de Serviço Público de Energia, e em 2013 inaugurou o sistema de 69kV, em Taquari e Vendinha. Em 2014, Pedro Maia foi empossado presidente da CERTAJA Desenvolvimento. Dois anos mais tarde, a CERTAJA recebe o Prêmio IASC 2016 da ANEEL, considerada como a melhor permissionária brasileira de distribuição de energia na categoria Maior Crescimento 2016 no grau de satisfação do consumidor cooperado.

INVESTIMENTOS - Em 2021, com sobras na ordem de R$10.233.000,00, cuja destinação foi votada na Assembleia Geral Ordinária – AGO digital, a CERTAJA destaca-se pela vantagem de iniciar a compra da energia que distribuiu em leilão, no ACL (Ambiente de Contratação Livre), com um preço inferior ao praticado pelas supridoras CEEE e RGE. Essa ação permitiu que os cooperados, em julho/20, tivessem uma redução média na tarifa na ordem de menos 4,62% e, em julho/21 de menos 6,29%, chegando, em algumas classes a menos 10%.

Outro fato importante exposto na AGO de 2021 foi o início da construção de uma linha de 69.000V, com uma extensão de 25 km, que vai ligar Venâncio Aires a Vale Verde, com uma subestação rebaixadora. Esse investimento trará uma energia mais forte e mais confiável para a região, levando a possibilidade de maior desenvolvimento. A obra deverá estar concluída em maio 2022 e está orçada em R$ 26 milhões.

Fonte/texto: Comunicação Certaja


Comunicar erro
SICREDI2
CLARA TABAI CENTER

Comentários

M. VALE-PEDRO-BRILHO
BARBA/BRILHO
SICREDI3