Grêmio é bicampeão da Recopa Gaúcha ao vencer o Santa Cruz por 3 a 0

Por Jorge Ramos em 06/06/2021 às 18:36:47
Os gols foram marcados por Guilherme Azevedo, Léo Pereira e Jhonata Robert. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Os gols foram marcados por Guilherme Azevedo, Léo Pereira e Jhonata Robert. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Com time reserva, o Grêmio conquistou o tricampeonato da Recopa Gaúcha 2021 ao vencer, por 3 a 0, o Santa Cruz neste domingo (6), na Arena, em Porto Alegre.

No ano passado, o Tricolor sagrou-se campeão estadual ao vencer a decisão diante do Caxias. Após conquistar o tetra em 2021 no último domingo, com vitória sobre o Inter na grande final, o Grêmio já está garantido na Recopa Gaúcha de 2022.

O Grêmio volta a campo na próxima quinta-feira (10) para encarar o Brasiliense em jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. A equipe de Porto Alegre venceu por 2 a 0 o duelo de ida.

O jogo

A partida iniciou com muita disputa no meio-campo, mas os gremistas foram superiores. Com três minutos de bola rolando, o Grêmio chegou pela primeira vez ao ataque, pela esquerda, com Léo Pereira. O atacante ganhou da marcação e cruzou na área, mas a bola passou por todos e caiu para Victor Ferraz, que conseguiu escanteio. Após a cobrança, o goleiro Luiz Carlos fez a defesa na marca penal.

Aos 11 minutos de jogo, o Tricolor teve uma chance em cobrança de falta, em que Fernando Henrique foi acionado mais atrás e cruzou na segunda trave. Léo Pereira colocou para o meio da área de cabeça, mas a defesa do Santa Cruz cortou.

Já a primeira oportunidade adversária veio com Fogaça, aos 14", quando invadiu a área, foi a linha de fundo e cruzou, mas a zaga gremista tirou de cabeça. Dois minutos depois, Chiquinho levantou na área buscando Luiz Henrique, mas a bola foi muito forte e saiu pela lateral.

Em resposta, o Grêmio fez uma boa tabela com Fernando Henrique e Guilherme Azevedo, que deixou o atacante de cara para o gol, mas ele foi flagrado em posição de impedimento, com 18" jogados.

A primeira finalização do Santa Cruz veio após uma cobrança de falta, com Otávio, que pegou a sobra do cruzamento, mas chutou mal, mandando longe da meta gremista.

Já o Grêmio chegou com muito perigo aos 21", quando Gui Azevedo fez uma boa jogada individual, foi a linha de fundo pela direita e chutou. Luiz Carlos defendeu. Em seguida, a bola chegou a Diego Churín, que arrematou a gol, para outra defesa do goleiro do time do interior.

Outra chance gremista desta vez saiu dos pés de Léo Pereira, após uma boa jogada coletiva. O atacante recebeu na esquerda e chutou, mas a bola bateu na rede, pelo lado de fora, com 25 minutos.

Do outro lado, aos 29", David arriscou de fora da área, mandando no centro do gol, a meia altura. Adriel fez a defesa com segurança.

Passados 39 minutos, a melhor chance gremista: Victor Ferraz cruzou na área, na marca penal e Diego Churín dominou, mas dividiu com Luiz Henrique; mesmo assim, finalizou, mas a bola passou com muito perigo por sobre a meta.

Segundo tempo

O Grêmio voltou a campo com a mesma formação.

Já nos primeiros instantes, o Tricolor chegou bem, com um lance pela esquerda, em que Guilherme Guedes fez um cruzamento na medida para Diego Churín, que finalizou, mas não bateu bem, perdendo a chance de marcar. Já com 5", foi a vez de Léo Pereira finalizar da direita, mandando por sobre a meta.

Com 7 minutos, a efetividade. Depois de um cruzamento na área, a bola foi afastada e caiu nos pés de Guilherme Azevedo, que dominou e chutou no canto direito da meta, abrindo o placar na Arena.

Passados 14", outra tentativa gremista saiu da direita, quando Victor Ferraz dominou na direita e colocou na área. Victor Bobsin tentou a finalização, mas a defesa cortou a escanteio. Em seguida, em uma falta da entrada da área, Guilherme Guedes cruzou, mas Luiz Carlos segurou.

Aos 19 minutos, o segundo gol gremista. Léo Pereira recebeu no meio, desceu em diagonal para a direita, invadiu a área e mandou por cobertura, assinalando um lindo gol.

O então técnico Pedro Sotero providenciou duas alterações: Ricardinho e Jhonata Robert ocuparam os lugares de Diego Churín e Léo Pereira.

Na sua primeira participação na partida, Ricardinho recebeu um cruzamento na medida de Guilherme Guedes e finalizou. A bola passou raspando a trave e saiu pela linha de fundo, com 22" jogados.

Aos 25", duas grandes chances. Primeiro, Guilherme Guedes tentou tirar da marcação e finalizar, mas a zaga cortou. A sobra ficou com Fernando Henrique mais atrás, que chutou, acertando a trave direita. Por detalhe não saiu o terceiro gol gremista.

Mais duas mudanças foram providenciadas no time Tricolor: Jean Pyerre e Léo Chú ocuparam as posições de Éverton e Guilherme Azevedo.

O Santa Cruz chegou aos 36", em bola aérea. Kelvin recebeu na esquerda e colocou cruzou. Pepeto tentou completar, mas dividiu com Guilherme Guedes.

Aos 41", Léo Chú recebeu um passe de Jean Pyerre e cruzou da esquerda, mas o goleiro segurou firme.

E no final da etapa complementar, Jhonata Robert assinalou o terceiro gol do Tricolor. O meia-atacante trabalhou pela direita com Victor Bobsin, recebeu novamente na área e chutou forte, sem chances de defesa.

Ficha técnica

Grêmio

Adriel; Victor Ferraz, Paulo Miranda, Emanuel e Guilherme Guedes; Fernando Henrique, Bobsin, Everton (Jean Pyerre), Léo Pereira (Jhonata Robert) e Guilherme Azevedo (Léo Chú); Diego Churín (Ricardinho). Técnico: Pedro Sotero (analista de desempenho).

Santa Cruz-RS

Luiz Carlos; Ramon, Diego Rocha, Luís Henrique e Otávio; Ben Hur (Leylon), David (Kevlin), Laion (Robinho) e Chiquinho (Pepeto); Nena e Fogaça (Felipe). Técnico: William Campos.

Arbitragem

Erico Andrade de Carvalho, auxiliado por Claiton Timm e Artur Avelino Birk Preissler (trio gaúcho).

O SUL

Comunicar erro
JORNAL TABAIENSE

Comentários

M. VALE-PEDRO-BRILHO
BARBA/BRILHO