https://jornalinformativotabaiense.com

Cidade gaúcha registra 7,3 graus abaixo de zero, menor temperatura dos últimos anos no Estado

Por REDAÇÃO em 07/07/2024 às 06:11:17
Foto divulgação: Jorge Ramos

Foto divulgação: Jorge Ramos

A combinação de fatores como o ingresso de uma massa de ar polar voltou a derrubar as temperaturas no Rio Grande do Sul nesse sábado (6). Em Pinheiro Machado (Sul gaúcho), termômetros chegaram a indicar 7,3ºC abaixo de zero durante a madrugada, índice mais baixo dos últimos anos no Estado. Outras 16 cidades registraram mínimas negativas.

As regiões Central, Oeste e Sul do mapa experimentaram um início de dia congelante, confirmando a expectativa da MetSul Meteorologia de que tais áreas seriam as mais frias, devido a uma combinação de fatores como tempo aberto, ar seco, vento calmo e maior proximidade com a já mencionada massa de ar polar.

Temperaturas negativas foram observadas em grande parte dos municípios do Oeste e do Sul gaúcho na madrugada e no amanhecer, com marcas extremas. As mínimas de algumas localidades, particularmente na fronteira com o Uruguai e nas baixadas da Serra do Sudeste, estão entre as mais baixas dos últimos anos no Estado.

Os -7,3ºC registrados em Pinheiro Machado foi também a segunda marca abaixo de -7ºC neste ano: em 30 de junho, a cidade havia anotado 7,1ºC negativos, seguida por -6,2ºC em 1º de julho e 5,3ºC abaixo de zero no dia seguinte. O frio muito intenso do começo deste sábado esteve associado a uma massa de ar frio de origem polar associada a uma área de alta pressão de 1030 hPa sobre o Centro da Argentina e o Uruguai.

Os dois países vizinhos registraram mínimas extremamente baixas no começo do sábado com marcas negativas em grande número de cidades e mesmo extremas em diversos pontos, notadamente no interior uruguaio e em províncias centrais argentinas.

RS abaixo de zero

– Pinheiro Machado: -7,3°C.

– Caçapava do Sul: -3,3°C.

– Quaraí: -3,3°C.

– Santana do Livramento: -3,3°C.

– Herval: -3,1°C.

– São Sepé: -2,8°C.

– Alegrete: -2,2°C.

– Rosário do Sul: -2,2°C.

– São Gabriel: -1,8°C.

– Dom Pedrito: -1,7°C.

– Uruguaiana: -1,7°C.

– Bagé: -1,3°C.

– Pelotas: -1,2°C.

– Encruzilhada do Sul: -0,9°C.

– Jaguarão: -0,9°C.

– Cachoeira do Sul: -0,4°C.

– Vila Nova do Sul: -0,3°C.

Porto Alegre

Em meio a uma madrugada gelada nesse sábado (6) após uma sexta-feira de tempo oscilando entre o encoberto e o chuvoso, os termômetros registraram mínima de 1ºC. Nas cidades vizinhas da capital gaúcha, as mínimas ficaram entre 1ºC e 3ºC. Canoas teve 2,2ºC nos bairros Guajuviras e Niterói, 2,5ºC no Igara e 2,9ºC no Mathias Velho.

As mínimas também desceram a 1ºC em Viamão, 1,2ºC em Nova Santa Rita, 1,8ºC em Gravataí, 3,7ºC em Campo Bom e 3,8ºC em São Leopoldo. No Vale do Sinos, aliás, a formação de um nevoeiro impediu maior resfriamento.

De acordo com a empresa Metsul, o tempo abriu na capital e cidades vizinhas nas primeiras horas do dia, permitindo um acentuado resfriamento à medida que avançava o ar mais seco e frio, de alta pressão.

Na rede do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a menor temperatura na capital gaúcha foi aferida na estação do Aeroclube do Rio Grande do Sul, no bairro Belém Novo (Zona Sul). Mas o tempo gelado e "de renguear cusco" se fez sentir em toda a cidade.

Na estação de referência climatológica da cidade, no bairro Jardim Botânico (Zona Leste), a menor marca foi de 2,9ºC. Trata-se da terceira mínima abaixo de 5ºC desde o fim de junho na unidade de monitoramento, onde poucas vezes isso ocorreu em 2024.

(Marcello Campos) O SUL

Comunicar erro
TABAIENSE

Comentários