https://jornalinformativotabaiense.com
CERTAJA 5

Rodovia RSC-287 é liberada para o tráfego com conclusão do trecho em Candelária

Por REDAÇÃO em 09/06/2024 às 09:26:24
Estrada que liga a Região Metropolitana ao centro do Estado foi uma das mais afetadas pela enchente Foto: Pablo Reis/Secom

Estrada que liga a Região Metropolitana ao centro do Estado foi uma das mais afetadas pela enchente Foto: Pablo Reis/Secom

A rodovia estadual RSC-287 foi totalmente liberada ao tráfego na sexta-feira (7). A estrada, principal ligação entre a Região Metropolitana e o centro do Estado, foi uma das mais afetadas pela enchente, com a queda de três pontes e outros danos estruturais severos. Um dos últimos pontos a serem liberados foi o km 137, em Candelária. O local foi vistoriado pelo governador Eduardo Leite durante a manhã desse sábado (8).

"Depois de um mês de tantas dificuldades, é uma grande alegria ver a RSC-287, essa ligação regional tão importante, voltando a conectar a Região Metropolitana com o coração do Rio Grande. A agilidade e o empenho em intervenções complexas como as que permitiram essa liberação total em pouco mais de um mês é que vamos perseguir em cada ação, para avançamos na reconstrução do Estado", afirmou o governador Eduardo Leite.

A permissão total da circulação na RSC-287 ocorre um pouco mais de um mês após os primeiros bloqueios, efetuados a partir do dia 30 de maio. Os trabalhos de liberação foram capitaneados pela concessionária Rota de Santa Maria (Grupo Sacyr), que administra o trecho de 204,5 quilômetros de extensão da rodovia, entre Tabaí e Santa Maria.

O governo do Estado, por meio da Secretaria da Reconstrução Gaúcha, acompanhou e monitorou as obras. Os trabalhos também contaram com o apoio do Exército, que instalou uma ponte provisória no km 226, em Santa Maria. A infraestrutura original caiu com a força das águas em 30 de abril, e a imagem da queda repercutiu em todo o país.

"A agilidade para concluir a liberação total da rodovia, por parte da concessionária, está em sintonia com o que queremos e estamos implementando nos projetos do Plano Rio Grande. A reconstrução do nosso Estado passa por ações como essa, onde há a cooperação de diversos setores da sociedade em prol das pessoas", disse o secretário da Reconstrução Gaúcha, Pedro Capeluppi.

Desde o início das chuvas, 13 pontos foram bloqueados na RSC-287. Para liberá-los, a concessionária atuou em diversas frentes. Foram mais de 100 caminhões utilizados para o transporte dos materiais, cerca de 50 equipamentos pesados e mais de 250 pessoas trabalhando diretamente na execução das obras emergenciais na rodovia.

"É uma imensa alegria para nós, da Rota de Santa Maria, entregarmos a RSC-287 totalmente reconectada. Não medimos esforços para que a vida voltasse minimamente ao normal. Nossa rodovia é um dos principais corredores logísticos do Estado e, com a liberação do tráfego, faremos a diferença nesse momento de reconstrução", afirmou Leandro Conterato, diretor-geral da Rota de Santa Maria.

Também acompanharam a visita o prefeito de Candelária, Nestor Ellwanger, o secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos, e o secretário de Desenvolvimento Social, Beto Fantinel. Após a vistoria da obra na ponte, o governador também esteve na comunidade de Linha do Rio, onde um trecho da VRS-858 foi completamente arrancado pela força da cheia do Rio Pardo. Um desvio no local garante o tráfego.

O SUL

Comunicar erro
TABAIENSE

Comentários

CERTAJA 3