https://jornalinformativotabaiense.com

Quase 620 mil gaúchos ainda não voltaram para casa

Por REDAÇÃO em 01/06/2024 às 09:20:18
Mais de 39 mil pessoas permanecem em abrigos públicos. (Foto: Jürgen Mayrhofer/Secom-RS)

Mais de 39 mil pessoas permanecem em abrigos públicos. (Foto: Jürgen Mayrhofer/Secom-RS)

Balanço divulgado nessa sexta-feira (31) pela Defesa Civil Estadual informa que quase 620 mil gaúchos ainda não voltaram para suas casas por causa das enchentes iniciadas no final de abril. O contingente inclui mais de 39 mil acolhidos em abrigos públicos. Já o número de mortos pela catástrofe ambiental permanece em 169, além de 44 desparecidos.

Dentre perdas humanas e materiais, cerca de de 2,34 milhões dos 11,3 milhões de habitantes (20,7%) do Estado tiveram suas vidas afetadas de algum modo pela tragédia climática. Ao menos 473 dos 497 municípios (95,1%) registram danos e prejuízos, em uma estatística que inclui o impacto à mobilidade rodoviária, no momento com bloqueios parciais ou totais em 65 trechos de 35 estradas estaduais ou federais.

Durante o mês de maio, mais de 77,7 mil pessoas foram resgatadas de áreas sob inundação, bem como 12,5 animais. As operações de apoio, por sua vez, contam no momento com um efetivo superior a 28,1 mil profissionais de segurança e salvamento, além de milhares de voluntários. Reforçam a logística quase 4,1 mil viaturas, 11 aeronaves (aviões e helicópteros) e 160 embarcações náuticas.

Serviços essenciais

Já no que se refere à falta de serviços essenciais como água, luz e telefonia/internet, o governo gaúcho forneceu a seguinte atualização, com base em informações prestadas por empresas e concessionárias desses segmentos:

– RGE Sul: 27.600 pontos sem energia elétrica (2.4% do total de clientes).
– CEEE Equatorial: 19.385 pontos sem energia elétrica (2.7% do total de clientes).
– Corsan: sistema normalizado.
– Vivo: Serviço normalizado.
– Claro: Serviço normalizado.
– Tim: Serviço normalizado.

Aeroportos

O Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, continua com operações suspensas por tempo indeterminado – provavelmente até o fim do ano. Durante essa paralisação, embarques e desembarques de voos comerciais são realizados na Base Aérea da cidade vizinha de Canoas, incluindo viagens para São Paulo e Campinas (SP).

Já as unidades administradas pelo governo gaúcho funcionam normalmente – Canela, Capão da Canoa, Carazinho, Erechim, Passo Fundo, Rio Grande, Santo Ângelo e Torres. O mesmo vale para as administradas pelas prefeituras de Caxias do Sul e Santa Cruz do Sul e pela concessionária CCR (Bagé, Pelotas e Uruguaiana).

Envio de alertas

Qualquer cidadão pode se cadastrar para recebimento de alertas meteorológicos da Defesa Civil Estadual. Para isso, é necessário enviar o CEP da localidade por mensagem SMS para o número 40199. Em seguida, uma confirmação é enviada, habilitando o envio dos avisos.

Também é possível se cadastrar por meio do aplicativo whatsapp. A adesão exige o registro pelo telefone (61) 2034-4611. Inicia-se então o contato por meio de um robô de atendimento, digitando-se apenas "Oi". Após a primeira interação, o usuário pode compartilhar sua localização atual ou qualquer outra do seu interesse para começar a receber as mensagens.

O SUL (Marcello Campos)

Comunicar erro
TABAIENSE

Comentários