https://jornalinformativotabaiense.com
CERTAJA 5

Rio Grande do Sul confirma segunda morte por leptospirose

Um homem de 33 anos, morador da região central do munic√≠pio de Venâncio Aires (RS), morreu após contrair leptospirose.

Por REDAÇÃO em 22/05/2024 às 20:19:42

Um homem de 33 anos, morador da região central do munic√≠pio de Venâncio Aires (RS), morreu após contrair leptospirose. Esta é a segunda morte confirmada para a doença ao longo dos √ļltimos dias no estado do Rio Grande do Sul, fortemente atingido por temporais e enchentes desde o fim de abril.

O óbito foi confirmado em nota pela prefeitura de Venâncio Aires. De acordo com o comunicado, familiares do homem disseram que ele teve contato com √°guas das enchentes, mas adotando cuidados necess√°rios, como o uso de botas.

O munic√≠pio confirmou pelo menos outros dois casos de leptospirose, sendo que ambos os pacientes j√° se recuperaram. "O Centro de Atendimento de Doenças Infecciosas (Cadi) da capital do chimarrão aguarda o resultado de 23 investigações laboratoriais apenas neste m√™s", destacou a prefeitura.

A outra morte pela doença foi registrada no munic√≠pio de Travesseiro, no Vale do Taquari, uma das regiões mais afetadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul. Um homem de 67 anos morreu na √ļltima sexta-feira (17) após contrair a infecção, mas o óbito só foi confirmado pela secretaria municipal de sa√ļde no domingo (19).

Cuidados

A vigilância sanit√°ria de Venâncio Aires pede que a população procure um serviço de sa√ļde logo que os primeiros sintomas de leptospirose surjam, incluindo febre, dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo (em especial, na panturrilha) e calafrios.

Os sintomas aparecem normalmente de cinco a 14 dias após a contaminação, podendo chegar a 30 dias. O tratamento é iniciado j√° na suspeita da doença, quando o paciente apresenta um conjunto de sinais e sintomas compat√≠veis e relata situação de risco ao longo dos √ļltimos 30 dias.

Preocupação

A leptospirose é uma das doenças que mais preocupam as autoridades sanit√°rias no Rio Grande do Sul, j√° que h√° grande risco de casos em razão do contato com a √°gua das cheias. A infecção é causada pela bactéria leptospira, presente na urina de roedores e comumente adquirida pelo contato com √°gua ou solo contaminados.

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
TABAIENSE

Coment√°rios

CERTAJA 3