https://jornalinformativotabaiense.com
CERTAJA CLARA
apoiosicredi

ALERTA: Serasa emite alerta para golpe do boleto falso em todo o Brasil

No Golpe do Boleto Falso, o documento tem todas as características de um boleto bancário verdadeiro - mas se você efetuar o pagamento, o valor não vai para o destino que deveria

Por Jorge Ramos em 28/09/2022 às 12:46:25
Foto divulgação: Imagem ilustrativa

Foto divulgação: Imagem ilustrativa

Um golpe que frequentemente ganha manchetes em todo o Brasil é o golpe do boleto falso, encaminhado principalmente através de e-mail.

O boleto bancário é uma das formas mais práticas de pagar contas, impostos, tributos, compras e fazer depósitos em contas e carteiras digitais. Por conta disso, o golpe do boleto falso tem feito vítimas por todo o Brasil.

Por isso, precisamos ficar sempre atentos para evitá-lo – e o principal meio para se prevenir é a informação. Antes de mais nada, é importante esclarecer dúvidas sobre boletos falsos, como identificá-los, quais as características dos boletos verdadeiros e dicas práticas para não cair em golpe.

Boleto falso é um boleto bancário que tem todas (ou as principais) características de um boleto bancário verdadeiro – mas se você efetuar o pagamento, o valor não vai para o destino que deveria, mas sim, para as mãos de criminosos.

Por exemplo: vamos supor que você fez uma compra online em um site e decidiu pagar por boleto bancário para aproveitar um bom desconto.

Então, o boleto chega para você via e-mail da loja. Você paga direitinho e aguarda a chegada do seu produto – mas ele não chega. Enfim, você descobre que a loja era falsa e que, infelizmente, caiu no golpe do boleto falso.

Algumas pessoas podem pensar: "Nossa, mas é fácil saber se um boleto é falso, apenas gente muito inocente cai nesse golpe". Não é bem assim.

Hoje em dia, os golpistas têm utilizado tecnologias mais sofisticadas e formas mais aprimoradas de fazer vítimas. Alguns boletos falsos são realmente parecidos com os verdadeiros e as formas de abordagem bem convincentes. Um pequeno momento de distração pode ser suficiente para você cair no golpe.

Para evitar prejuízo, existem maneiras de saber se o boleto é falso e evitar ao máximo cair nesse tipo de armadilha.

Quais as consequências de cair no golpe do boleto falso?

Às vezes a gente não consegue ter uma noção de todas as consequências que boletos falsos geram na vida das pessoas. Não é apenas ficar sem um determinado produto comprado – o que já é bem ruim.

Imagine, por exemplo, que você efetua o pagamento de contas essenciais, como água e energia elétrica, com boletos falsos enviados por criminosos.

Uma consequência disso é o corte no fornecimento desses serviços básicos – ficar sem água, sem energia elétrica e sem telefone, por exemplo.

Até que a situação se esclareça, além do prejuízo financeiro e da dor de cabeça, outra consequência pode ser ter o seu nome negativado.

Além disso, as empresas também são as vítimas. Criminosos se passando por empresas sérias, roubando dados pessoais de clientes e o dinheiro que deveria ir para a empresa, geram consequências graves para os empreendedores, colocando em risco a reputação das marcas.

Ou seja: realmente é preciso saber como identificar um boleto falso.

Os tipos de golpes com boletos falsos:

Bom, para se prevenir do golpe do boleto falso, é necessário entender como os criminosos agem.

Existem vários tipos de golpes já conhecidos, enquanto outros são mais recentes. Vamos a eles:

Golpe do boleto na loja virtual:

Esse golpe ocorre quando a pessoa compra um produto numa loja virtual e em vez de receber o boleto bancário verdadeiro, os criminosos interceptam essa venda e enviam um boleto falso.

Essa interceptação pode acontecer quando, por exemplo, abre-se uma nova página para gerar o boleto bancário – é essa página externa que será palco do golpe.

O dinheiro usado para pagar o boleto não vai para a loja virtual, mas para a conta dos criminosos. O cliente fica sem o seu produto e sem o dinheiro.

Golpe do boleto por e-mail falso:

Nessa modalidade de golpe, os criminosos enviam um e-mail falso com boletos para as vítimas, passando-se por outras empresas.

É aqui que muita gente cai na fraude ao receber e-mails de contas de internet, água e luz, por exemplo, contendo boletos falsos. Por estarem acostumadas a receber as contas por esse canal de atendimento, elas acabam não checando o endereço de e-mail que enviou o boleto.

Golpe do boleto por e-mail interceptado:

Nesse tipo, os criminosos interceptam os e-mails verdadeiros de cobrança de contas, impedindo que eles cheguem a você – e, em seguida, enviam os boletos falsos no lugar.

Isso ocorre porque eles entram em seu e-mail (por conta de um vazamento de dados, por exemplo), e mudam o boleto em anexo, colocando o falso no lugar.

Golpe do boleto de doação beneficente:

Atenção aos e-mails de instituições beneficentes que pedem doações já enviando um boleto bancário.

Nem sempre isso significa golpe, mas os fraudadores também podem se utilizar desse meio para o crime.

Golpe da renegociação via boleto:

Outro golpe que você precisa ficar atento é o da renegociação de dívidas. Por conta de vazamentos de dados pessoais, os criminosos conseguem o CPF da vítima e outros dados importantes.

Se, por exemplo, a pessoa tem um empréstimo ativo, o criminoso entra em contato por meio de WhatsApp para enviar oportunidades de renegociação – e é aí que entra o boleto falso, emitido todos os meses em nome da instituição financeira que forneceu o crédito.

Como identificar boletos falsos?

Como saber se o boleto é falso? Existem 6 critérios que ajudam a identificar se um boleto é verdadeiro ou não. São eles:

1. Código de barras: boletos falsos podem estar com falhas no código de barras – como espaços onde não deveriam ter, dificultando a leitura dos sensores, que exigem a digitação manual.

2. Nome do beneficiário: boletos fraudados podem conter o nome errado do beneficiário (ou escrito de forma incorreta).

3. Dados do beneficiário: qualquer diferença nos dados gerais do beneficiário podem indicar fraude.

4. Valor do boleto: boletos falsos podem vir com pequenas alterações no valor final a ser pago.

5. Forma de envio do boleto: desconfie se você deveria ter recebido o boleto por um canal de atendimento e acabou recebendo por outro.

6. Dispositivo da compra: brechas de segurança em computadores e dispositivos móveis também são portas de entradas para o envio de boletos falsos.

5 dicas para se proteger de boletos falsos:

Agora que você conhece e sabe identificar cada parte e como funciona um boleto bancário, confira nossas dicas de segurança para fugir de boletos falsos e evitar transtornos financeiros.

Dica 1: Sempre confira os números do código de barras:

Nos boletos verdadeiros, os números do código de barras aparecem na parte superior e na inferior do documento e elas devem ser exatamente iguais.

Como explicamos anteriormente, os três primeiros números da sequência correspondem ao código do banco que emitiu o boleto.

Dica 2: Verifique a fonte que emite o boleto:

Os golpistas estão atentos às movimentações que fazemos, principalmente na internet. Se você fez alguma compra online ou acessou site de negociação, emita o boleto diretamente no canal oficial e não clique em boletos enviados por e-mail, SMS ou WhatsApp, caso isso não tenha sido acordado.

Dica 3: Confira os dados do boleto:

Boletos falsos podem vir com erros de português. Por isso, confira se as informações são verdadeiras e escritas de forma correta.

Confira informações de data de vencimento, nome do beneficiário e o CNPJ. Em caso de dúvida quanto ao CNPJ, uma busca rápida na internet pode te ajudar a conferir se ele é real.

Dica 4: Fique atento ao valor:

O valor total do boleto sempre aparece em dois campos do documento: no final do código de barras e também no espaço chamado "valor do documento". Se esses valores não baterem, você pode estar com um boleto falso.

Outro ponto de atenção é se o valor da cobrança está diferente do acordado ou diferente no caso de cobranças fixas.

Dica 5: Preste atenção aos dados do beneficiário:

O CNPJ do emissor deve estar descrito no boleto bancário. Algumas empresas usam ou nome da razão social (nome oficial da empresa) e outras, o nome fantasia.

Se você desconfiar do nome, vale fazer também uma busca rápida na internet.

Fonte/Texto: Clic Camaquã/Clic Pavreama

Comunicar erro
SICREDI2
CLARA TABAI CENTER

Comentários

M. VALE-PEDRO-BRILHO
BARBA/BRILHO
SICREDI3